Edição: 23.4 - 16 Artigo(s)

Voltar ao Sumário

Artigo Original | Artigo na íntegra em português

PERFIL DE LESÕES EM PILOTOS DE PARAPENTE NO BRASIL E SEUS FATORES DE RISCO

PROFILE OF INJURIES IN PARAGLIDING PILOTS IN BRAZIL AND THEIR RISK FACTORS

PERFIL DE LESIONES EN PILOTOS DE PARAPENTE EN BRASIL Y SUS FACTORES DE RIESGO

Jackeline Crivellaro, Renan Moritz Varnier Rodrigues de Almeida, Rodney Wenke, Eduardo Borba Neves

1. Centro Universitário Campos de Andrade, Curitiba, PR, Brasil. 2. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Programa de Pós-graduação em Engenharia Biomédica, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 3. Instituto de Pesquisa da Capacitação Física do Exército (IPCFEX), Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Eduardo Borba Neves Av. João Luis Alves s/nº Fortaleza de São João - Urca, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 22291-090. borbaneves@hotmail.com

Recebido em 22/11/2016
Aceito em 08/03/2017

Resumo

Introdução: O parapente é uma atividade de voo livre que utiliza um planador ultraleve flexível para decolagem, evolução em voo e pouso. Apesar do crescente número de praticantes desse esporte no Brasil, não foram encontrados dados epidemiológicos de lesões na prática de parapente no país. Objetivo: Esta pesquisa teve como objetivo analisar a incidência, tipo, área anatômica acometida, gravidade, e também verificar se há algum padrão nas lesões em pilotos de parapente no Brasil. Métodos: Realizou-se um estudo quantitativo, descritivo, analítico, transversal e retrospectivo por meio de um questionário adaptado do Formulário de Notificação de Acidentes do órgão Alemão LBA - Federal Office of Civil Aeronautics - para obter informações pertinentes aos objetivos da pesquisa. A aplicação do questionário foi realizada on-line, pelo Google Formulários. Resultados: Foram contabilizadas 575 participações válidas, sendo 92,7% dos participantes do sexo masculino, sendo 30,4% com idades entre 41 e 50 anos. Entre eles, 68,6% relataram já ter sofrido uma lesão no esporte; a região anatômica de maior incidência foram os membros inferiores (44,09%), sendo o pouso, a fase do voo em que aconteceu a maioria das lesões (68,01%). Uma regressão logística identificou que "idade" e "tipo de homologação" eram os dois fatores associados à ocorrência de lesão na amostra estudada. Conclusão: Com base nesta pesquisa, é possível elaborar um programa de treinamento funcional para os praticantes desta modalidade, visando um melhor desempenho, medidas de prevenção de lesões associadas ao esporte, bem como propiciar a reabilitação adequada aos pilotos de parapente.

Palavras-chave: atletas; esportes; ferimentos e lesões; fatores de risco; aviação.

Abstract

Introduction: Paragliding is a free-flight activity that uses a flexible ultralight glider for takeoff, flight and landing. Despite the increasing number of practitioners of this sport in Brazil, no epidemiological data on paragliding injuries were found in the country. Objective: This study aimed to analyze the incidence, type, anatomical area affected, severity, and to verify if there is any pattern in the lesions in paraglider pilots in Brazil. Methods: A Quantitative, descriptive, analytical, cross-sectional, retrospective study was carried out using an adapted questionnaire from the Accident Notification Form of the German agency LBA - Federal Office of Civil Aeronautics to obtain information relevant to the research objectives. The application of the questionnaire was conducted online, through Google Forms Results: There were 575 valid participations, of which 92.7% were male, and 30.4% were between 41 and 50 years old. Among them, 68.6% reported having already had an injury in this sport. The anatomical region with the highest injury incidence was the lower limbs (44.09%), the landing being the flight phase in which most of the lesions occurred (68.01%). A logistic regression identified that "age" and "type of homologation" were the two factors associated with the occurrence of injury in the studied sample. Conclusion: Based on this research, it is possible to develop a functional training program for the practitioners of this modality, aiming at a better performance, measures of prevention of injuries associated to the sport, as well as to provide adequate rehabilitation to paragliding pilots.

Keywords: athletes; sports; wounds and injuries; risk factors; aviation.

Resumen

Introducción: El parapente es una actividad de vuelo libre que utiliza un planeador ultraligero flexible para despegue, evolución en vuelo y aterrizaje. A pesar del creciente número de practicantes de este deporte en Brasil, no se encontraron datos epidemiológicos de lesiones en la práctica de parapente en el país. Objetivo: Esta investigación tuvo como objetivo analizar la incidencia, tipo, área anatómica afectada, gravedad, y también comprobar si hay algún patrón en las lesiones en pilotos de parapente en Brasil. Métodos: Se realizó un estudio cuantitativo, descriptivo, analítico, transversal, retrospectivo a través de un cuestionario adaptado del Formulario de Notificación de Accidentes de la agencia alemán LBA - Federal Office of Civil Aeronautics para obtener información pertinente a los objetivos de la investigación. Resultados: La aplicación del cuestionario fue realizada en línea por Google Formularios. Se contabilizaron 575 participaciones válidas, siendo el 92,7% de los participantes masculinos y el 30,4% con edades entre 41 y 50 años. Entre ellos, el 68,6% relató haber sufrido una lesión en el deporte; la región anatómica de mayor incidencia fueron los miembros inferiores (44,09%) y el aterrizaje, la fase de vuelo en que ocurrió la mayoría de las lesiones (68,01%). Una regresión logística identificó que la “edad” y “tipo de homologación” fueron los dos factores asociados a la ocurrencia de lesiones en la muestra estudiada. Conclusión: Con base en esta investigación, es posible desarrollar un programa de entrenamiento funcional para los practicantes de esta modalidad, buscando un mejor rendimiento, medidas de prevención de lesiones relacionadas al deporte, así como propiciar la rehabilitación adecuada a los pilotos de parapente.

Palabras-clave: atletas; deportes; heridas y lesiones; factores de riesgo; aviación.

 

(+55 11) 5087-9502
Rua Machado Bittencourt, 190 – 4º andar
Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP: 04044000
atharbme@uol.com.br