Edição: 24.3 - 15 Artigo(s)

Voltar ao Sumário

Artigo Original | Artigo na íntegra em português

AVALIAÇÃO HEMATOLÓGICA DIÁRIA DURANTE UMA ULTRAMARATONA DE MÚLTIPLOS ESTÁGIOS DE 230 KM

DAILY HEMATOLOGIC ASSESSMENT DURING A 230-KM MULTISTAGE ULTRAMARATHON

EVALUACIÓN HEMATOLÓGICA DIARIA DURANTE UNA ULTRAMARATÓN DE MÚLTIPLES ETAPAS DE 230 KM

Luciele Guerra Minuzzi, Ana Maria Teixeira, Humberto Moreira Carvalho, Ricardo José da Costa, Luis Rama

1. Universidade de Coimbra, Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física, Portugal. 2. Universidade de Campinas, Faculdade de Educação Física, São Paulo, SP, Brasil. 3. Universidade de Monash, Departamento de Nutrição e Dietética e Alimentação, Notting Hill, Austrália.

Estádio Universitário, Pavilhão III, Santa Clara, Coimbra, Portugal. 3040-156. lucielegm@gmail.com

Recebido em 15/11/2016
Aceito em 31/07/2017

Resumo

Introdução: A popularidade dos eventos de ultra-resistência está aumentando em todo o mundo. Entretanto, faltam informações sobre os parâmetros hematológicos durante episódios repetidos de corridas de longa duração, como, por exemplo, os estágios durante uma ultramaratona de múltiplos estágios (MSUM). Objetivo: O objetivo do estudo foi monitorar a avaliação hematológica diária em uma ultramaratona de múltiplos estágios (MSUM) de 230 km sob condições climáticas quentes. Métodos: Onze corredores e três corredoras de -ultra-resistência (n = 14) participaram dessa MSUM, em cinco estágios, totalizando uma distância de 230 km sob condições climáticas quentes. As amostras de sangue periférico foram coletadas antes e após cada estágio para determinação dos parâmetros de leucócitos e eritrócitos. Resultados: O modelo multinível considerando todos os pontos de medição apresentou um aumento na contagem de leucócitos e granulócitos do sangue total nos cinco estágios da MSUM e para os monócitos até o estágio três da competição. Para os parâmetros dos eritrócitos, foram observadas reduções através dos estágios na concentração de hemoglobina e nas respostas do hematócrito ao se contabilizar/considerar todos os pontos de medição. Conclusões: Os resultados indicam que a MSUM em condições climáticas quentes exerce um maior impacto nas respostas da população de leucócitos e na variação plaquetária nos estágios iniciais da competição. Sugerimos que os atletas podem ter uma diminuição na função imune nos estágios iniciais da MSUM, provavelmente, com algum risco transitório de infecção. No entanto, uma adaptação fisiológica para o esforço físico e calor minimiza essas alterações nos estágios seguintes da MSUM. Nível de Evidência III; Estudo caso-controle.

Palavras-chave: Leucócitos; Eritrócitos; Corrida; Infecção; Atletas.

Abstract

Introduction: The popularity of ultra-endurance events is increasing worldwide. However, information about hematological parameters during repeated bouts of long-duration running, such as stages during a multi-stage ultramarathon (MSUM) is scarce. Objective: The purpose of the study was to monitor daily hematologic assessment in a 230-km multistage ultramarathon (MSUM) in hot environmental conditions. Methods: Eleven male and three female (n = 14) ultra-endurance runners entered this MSUM, which was conducted over five stages, covering a total distance of 230 km in hot ambient conditions. Peripheral blood samples were collected before and after each stage to determine leukocyte and erythrocytes parameters. Results: Multilevel modelling considering all measurement points showed an increase for whole blood leukocyte and granulocyte counts at five stages of the MSUM and for monocytes until Stage 3 of the race. For erythrocyte parameters, decreases across stages were observed in hemoglobin concentration and hematocrit responses when computing/considering all measurement points. Conclusions: The results indicate that MSUM in a hot environment leads to a greater impact on leukocyte population responses and platelet variation in the initial stages of the race. We suggest that athletes may have a decrease in immune function in the early stages of the MSUM, probably with some transient risk of infectious. Nevertheless, a physiological adaptation to physical exertion and heat mitigates these changes in the subsequent stages of MSUM. Level of Evidence III; Case-control study.

Keywords: Leukocytes; Erythrocytes; Running; Infection; Athletes.

Resumen

Introducción: La popularidad de los eventos de ultra resistencia está aumentando en todo el mundo. Entretanto, faltan informaciones sobre los parámetros hematológicos durante episodios repetidos de carreras de larga duración, como por ejemplo, las etapas de una ultramaratón de múltiples etapas (MSUM). Objetivo: El objetivo del estudio fue monitorizar la evaluación hematológica diaria en una ultramaratón de múltiples etapas (MSUM) de 230 km bajo condiciones climáticas cálidas. Métodos: Once corredores y tres corredoras de ultra resistencia (n = 14) participaron en esa MSUM, en cinco etapas, totalizando una distancia de 230 km bajo condiciones climáticas cálidas. Las muestras de sangre periférica fueron colectadas antes y después de cada etapa para determinación de los parámetros de leucocitos y eritrocitos. Resultados: El modelo multinivel considerando todos los puntos de medición presentó un aumento en el conteo de leucocitos y granulocitos de la sangre total en las cinco etapas de la MSUM y para los monocitos hasta la etapa 3 de la competencia. Para los parámetros de eritrocitos, fueron observadas reducciones a través de las etapas en la concentración de hemoglobina y en las respuestas de hematocrito al contabilizar/considerar todos los puntos de medición. Conclusiones: Los resultados indican que la MSUM en condiciones climáticas cálidas ejerce un mayor impacto en las respuestas de la población de leucocitos y en la variación plaquetaria en las etapas iniciales de la competencia. Sugerimos que los atletas pueden tener una disminución en la función inmune en las etapas iniciales de la MSUM probablemente con algún riesgo transitorio de infección. Sin embargo, una adaptación fisiológica para el esfuerzo físico y el calor, minimiza esas alteraciones en las etapas siguientes de la MSUM. Nivel de Evidencia III; Estudio de caso-control.

Palabras-clave: Leucocitos; Eritrocitos; Carrera; Infección; Atletas.

 

(+55 11) 5087-9502
Rua Machado Bittencourt, 190 – 4º andar
Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP: 04044000
atharbme@uol.com.br