Edição: 25.6 - 15 Artigo(s)

Voltar ao Sumário

Artigo Original | Artigo na íntegra em português

O EFEITO DO DANO MUSCULAR E DO POLIMORFISMO IL-6-174C/G NOS NÍVEIS SÉRICOS DE IL-6 DE HOMENS IDOSOS

THE EFFECT OF MUSCLE DAMAGE AND THE IL-6-174C/G POLYMORPHISM ON THE SERUM IL-6 LEVELS OF OLDER MEN

EL EFECTO DEL DAÑO MUSCULAR Y DEL POLIMORFISMO IL-6 -174C/G EN LOS NIVELES SÉRICOS DE IL-6 EN HOMBRES ANCIANOS

Leonardo Costa Pereira, Marileusa Dosolina Chiarello, Kerolyn Ramos Garcia, Alessandro de Oliveira Silva, Paulo Henrique Fernandes do Santos, Silvana Schwerz Funghetto, Jonato Prestes, Margô Gomes de Oliveira Karnikowski

1. Universidade de Brasília (UnB), Brasília, DF, Brasil. 2. Centro Universitário Euro Americano (UniEURO), Brasília, DF, Brasil. 3. Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), Brasília, DF, Brasil. 4. Universidade Católica de Brasília (UCB), Brasília, DF, Brasil.

Leonardo Costa Pereira Unieuro, Asa Sul, SCE/SUL Trecho 0, Conjunto 5Nº S/N, Brasília, Brasil. 70310-500. leonardo.pcllcp@gmail.com.

Recebido em 20/12/2017
Aceito em 09/05/2019

Resumo

Introdução: O rápido envelhecimento populacional é uma realidade global. O principal desafio atual é promover o envelhecimento saudável de cada vez mais pessoas, atuando em fatores que podem ser modificados, como por exemplo, o exercício físico. O exercício regular pode contribuir com a prevenção de doenças crônicas associadas ao envelhecimento. Pesquisas foram realizadas quanto às respostas dos idosos ao treinamento físico, mas ainda não há nenhum consenso sobre a influência do treinamento de força ou do polimorfismo da IL-6 sobre os níveis dos marcadores inflamatórios como a IL-6 e a creatina quinase (CK) como marcadores do dano muscular, principalmente, em homens saudáveis e idosos. Objetivos: O objetivo do presente estudo consistia em avaliar a relação do polimorfismo do gene promotor IL-6 -174 C/G sobre as respostas sistêmicas de IL-6 e danos musculares após o treinamento de força excêntrica em homens idosos. Métodos: Trata-se de um estudo prospectivo de alta qualidade. A frequência de polimorfismo do gene promotor IL6 G-174C foi identificada ao utilizar o teste de Hardy-Weinberg em 28 homens idosos voluntários. As relações de cada genótipo com os níveis séricos de IL-6 e CK foram analisadas. Os níveis de CK e IL-6 foram determinados no pré-treinamento e 0h, 3h, 24h e 48h pós-treinamento. Resultados: Foram observadas diferenças nos níveis de IL6 basais e pós -treinamento dos grupos genotípicos em todos os períodos analisados (p=0,029). O exercício excêntrico reduziu eficientemente os danos musculares pós-intervenção, apresentando uma diferença estatística entre os pontos de tempo pré e pós-intervenção (p= <0,0005). Conclusão: O treinamento excêntrico influenciou a modulação de CK e IL-6 independentemente do polimorfismo do gene promotor IL-6 -174 C/G. Nível de evidência II; Estudo prospectivo comparativo.

Palavras-chave: Idoso; Treinamento de resistência; Inflamação.

Abstract

Introduction: Fast population aging is a global reality. Today's major challenge is to promote the healthy aging of more and more people by acting on factors that can be modified, such as physical exercise. Regular exercise could contribute to the prevention of chronic diseases associated with aging. Research has been conducted on the physical training response of elderly individuals, but there is not yet any consensus on the influence of strength training or IL-6 polymorphism on levels of inflammatory markers such as IL-6 and muscle damage marker CK, particularly in healthy elderly male individuals. Objectives: The aim of this study was to evaluate the relationship of IL-6 promoter -174 C/G gene polymorphism on systemic IL-6 responses and muscle damage after eccentric strength training in elderly men. Methods: This is a prospective, high-quality study. Gene frequency of polymorphism of promoter gene IL6 G-174C was identified using the Hardy-Weinberg test in 28 older male volunteers. The relationships of each genotype with IL-6 and CK serum levels were analyzed. CK and IL-6 levels were determined at pre-training and 0h, 3h, 24h, and 48h post-training periods. Results: Differences in baseline and post-training IL-6 levels of genotypic groups were observed for all time periods analyzed (p = 0.029). Eccentric exercise efficiently reduced post-intervention muscle damage, thus showing a statistical difference between the pre- and post-intervention time points (p= <0.0005). Conclusion: Eccentric training influenced CK and IL-6 modulation independently of the polymorphism of the IL-6 promoter gene -174 C/G. Level of evidence II; Prospective comparative type.

Keywords: Elderly; Strength Training; Inflammation.

 

(+55 11) 5087-9502
Rua Machado Bittencourt, 190 – 4º andar
Vila Mariana – São Paulo/SP - CEP: 04044000
atharbme@uol.com.br